APRESENTAÇÃO

“Vale considerar quatro condições desejáveis para o bom, belo e útil desenvolvimento da pesquisa: a serenidade, a humildade, o humor e o amor. Vale, também, assumir a necessária implicação do sujeito, responsável pela generosa construção de um discurso sobre o trajeto que liga objetos e sujeitos, numa busca poética, comprometida e libertária.”   Armindo Bião (1950-2013)

 

Sejam bem-vindos (as) ao universo acadêmico!
O principal diferencial do PPGAC constitui-se na natureza dupla de suas pesquisas e finalizações para obtenção dos diplomas de Mestrado e de Doutorado em Artes Cênicas, ou seja, essas investigações acadêmico-científicas podem contemplar a construção de uma apresentação final que será apresentado paralelamente ao ato de defesa pública de tese ou dissertação, as quais conterão todo o repertório de conceitos, contextualização e argumentação que embasam tais processos criativos e pedagógicos.

A noção de contemporaneidade põe à prova os limiares entre o ensino e a pesquisa, a teoria e a prática, em todas as áreas do conhecimento, sobretudo, na área artística que lida cotidianamente com os fenômenos criativos, isto é, a observação das construções sociais, a experimentação das múltiplas técnicas somáticas e a reflexão e sistematização desses conteúdos de forma vivencial. Em muitos casos relativos às Artes Cênicas não se distingue mais o que seja teoria e prática, pois a experiência in loco das inúmeras formas do expressar torna-se, ao mesmo tempo, fonte de conhecimento conceitual e matéria-prima para a criação artística, além de socialização de conhecimento multissensorial e instantâneo.

Dados Históricos
O Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia (PPGAC/ UFBA) teve origem no Grupo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão em Contemporaneidade, Imaginário e Teatralidade (GIPE-CIT), criado em 1994 e coordenado pelo Professor Doutor Armindo Jorge de Carvalho Bião, com pesquisadores de artes (ênfase em teatro e dança), comunicação, educação e ciências humanas.

O Projeto de Consolidação do GIPE-CIT (com apoio do CNPQ através do Projeto Nordeste de Pós-Graduação 1997/2000) deu suporte para a aprovação do projeto transdisciplinar do PPGAC pela Câmara de Ensino de Pós-Graduação e Pesquisa do Conselho de Coordenação da UFBA, em 21.01.1997. Assim, seu Colegiado foi instalado em 21.03.1997 e as atividades didáticas tiveram início em 18.08.1997. A CAPES recomendou o curso de Mestrado do PPGAC em 04.12.1997 e o curso de Doutorado em 22.09.2000.

Áreas de Concentração
Em sua perspectiva transdisciplinar, ancorada nas artes do espetáculo e com uma única área de concentração – Artes Cênicas – o PPGAC abrange duas subáreas de conhecimento codificadas pelo CNPQ: 8.03.05.00-8 Teatro; e 8.03.04.00-1 Dança; e possui interfaces com muitas outras sub-áreas, sobretudo: 8.03.01.00-2 Fundamentos e Crítica das Artes; 8.03.03.00-5 Música; 8.03.02.00-9 Artes Plásticas; 8.03.10.00-1 Educação Artística; 8.02.00.00-1 Letras; 7.05.00.00-2 História; 7.03.00.00-3 Antropologia e 6.09.00.00-8 Comunicação.