Gil Vicente Tavares é diretor, dramaturgo, compositor e professor da Escola de Teatro da UFBA. Doutor em artes cênicas, teve sua tese publicada pela EDUFBA com o título a Herança do Absurdo. Sua peça de formatura, Quartett, rendeu-lhe seu primeiro prêmio como revelação, pelo Prêmio COPENE de Teatro, atual BRASKEM. Em 2006, criou o grupo Teatro NU. Com mais de dez espetáculos realizados, o grupo vem acumulando prêmios e viajando por alguns dos principais festivais de teatro do país, como o Porto Alegre em Cena e o Cena Contemporânea, de Brasília. Destacam-se, em sua produção, Sargento Getúlio (2011), Prêmio Braskem de melhor espetáculo e melhor ator; Quarteto (2014), Prêmio Cenym de melhor grupo de teatro, melhor qualidade artística, melhor iluminação, melhor maquiagem e melhor cartaz; SADE (2015), Prêmio Braskem de melhor texto e Prêmio Cenym de melhor elenco, Os pássaros de Copacabana, Prêmio Braskem de melhor direção e melhor ator, e Prêmio Cenym de melhor monólogo; e Um Vânia, de Tchekhov, Prêmio Braskem de melhor espetáculo, melhor direção e melhor ator. Gil ainda foi responsável pela direção de diversos eventos, como os 30 anos da Rádio Educadora e os 50 anos do Teatro Castro Alves, com a presença de grandes nomes da música brasileira como Gilberto Gil, Rumpilezz, Baby do Brasil, Elza Soares, Fafá de Belém, OSBA e Carlinhos Brown, dentre outros. Como compositor, ganhou o III Festival de Música Educadora FM com a canção A viagem de Firmino.