Foto: Giovani Rufino / Performer: Danilo Lima / Lab DCT - Laboratório Dança-Cognição-Tecnologia (2016) / Grupo de Pesquisa Poéticas Tecnológicas: corpoaudiovisual

Projetos

FINANCIADOS
Encenando gênero e debatendo identidades: o Teatro Fórum e o trabalho com as diferenças.

Coordenação: Dra. Antonia Pereira

Início: 2018

Financiamento: PQ / CNPq

Descrição: O objeto privilegiado desta investigação é a criação teatral, com ênfase nas dimensões estética e político-social dessa arte, especialmente no trabalho com os alunos do curso de Interpretação e Direção Teatrais e de Licenciatura em Teatro, da Escola de Teatro, da Universidade Federal da Bahia, no âmbito dos componentes curriculares Teatro do Oprimido e Pesquisa em Artes Cênicas. Precisamente, vislumbramos uma prática de criação colaborativa em suas dimensões dramatúrgica e cênica, a partir de memórias individuais, que serão exploradas e resignificadas em montagens de espetáculos de Teatro-Fórum sobre as questões de gênero e de identidade. O resultado prático da pesquisa prevê três produtos, espetáculos de Teatro-Fórum, técnica emblemático do Teatro do Oprimido de Augusto Boal, elaborados com sujeitos de realidades/contextos distintos (acadêmico, comunitário e empresarial) que integrarão três grupos focais especialmente constituídos para a pesquisa.


A percepção de um(a) improvisador(a). Estudos sobre a cognição situada para o incremento criativo e estético.

Coordenação: Dra. Ivani Santana

Início: 2016

Financiamento: CNPq - Edital Universal 2016

Descrição: `A luz das teorias investigadas no âmbito da chamada Cognição Corporificada (Embodied Cognition) ou Cognição Situada (Situated Cognition) proveniente das Ciências Cognitivas, o contexto da improvisação em dança será estudado buscando compreender a percepção do bailarino-improvisador em ambientes convencionais desse campo, como também em espetáculos de dança com mediação tecnológica. Esta pesquisa busca investigar o processo de embodiment da dança de improvisação, compreender a percepção do bailarino-improvisador nesse estado situado para, com isso, buscar possíveis estratégias para incremento da criatividade e da estética em obras de dança. Essa pesquisa está fundamentada nos estudos de percepção/ação e variedades de presença propostos por Alva Noë (2006, 2012); no entendimento de acoplamento e o conceito de artefato cognitivo colocados por Andy Clark (1998, 2003) e na distinção de imagem e esquema corporal propostos por Shaun Gallagher (2005).


O Teatro de Improvisação e Prontidão Cênica: Da Prontidão Somática à Prontidão Dramática

Coordenação: Dr. Daniel Becker

Início: 2016

Financiamento: PNPD / CAPES

Minha pesquisa tem como objeto analisar a preparação corporal do ator através do Método Pilates, numa abordagem de educação somática. O meu objetivo é compreender o que defino como estado de Prontidão Cênica, fundamental para a prática de trabalho. Para dar continuidade a esta pesquisa, no momento, tenho acrescentado o texto/ação improvisado e o conhecimento de dramaturgia, como forma de ampliar o estado de Prontidão Cênica. Busco compreender como a articulação entre o trabalho corporal e o improviso dramatúrgico ajuda a promover a repadronização (ou descristalização), para facilitar a interação criativa do atuante com todos os aspectos da realização teatral, no contexto das relações entre os atuantes, texto, dramaturgia, interação e troca com o público.  A presente pesquisa visa demonstrar a importância da prontidão cênica como elemento importante para a improvisação teatral, tanto no processo de treinamento quanto no desenvolvimento de estilos cênicos para as artes do espetáculo. Um ator em estado de prontidão está aberto a um horizonte prático-imaginativo mais amplo. Isso permite o desenvolvimento de uma Prontidão Somática. Do meu ponto de vista, o corpo em estado de Prontidão Somática, que poderia ser definido também como um estado de alerta constante, físico e mental, na gramatologia do ator, é um corpo em estado de Prontidão Cênica porque envolve o elemento artístico dramático. Assim, a improvisação teatral consiste numa prontidão cênica que é, a um só tempo, somática e dramática.

SEM FINANCIAMENTO
A metodologia do Circo Social

Coordenação: Dr. Fábio Dal Gallo

Início: 2018

Descrição: Projeto de pesquisa pós-doutoral a ser desenvolvido na Itália em 2018, que tem por objetivo analisar as propostas metodológicas da pedagogia do Circo Social, o qual, ao propor uma articulação entre elementos da pedagogia das artes circenses, da educação social e os elementos lúdicos e educativos presentes nas técnicas circenses, promove o desenvolvimento de processos educacionais em artes cênicas para grupos de sujeitos específicos. A pesquisa se desenvolverá a partir de uma revisão bibliográfica e uma pesquisa de campo que prevê o estudo de caso e a análise descritiva e avaliativa das propostas metodológicas de ensino do circo utilizadas no projeto AltroCirco, da Associação ?Giocolieri e Dintorni?, na Itália.


CéLULA - Centro Ludico Laboratorial de Processos Criativos

Coordenação: Dra. Célida Selume

Início: 2017

Descrição: O projeto aqui proposto dá continuidade as atividades de iniciação científica, que envolvem pesquisa teórica, reuniões de estudo, desenvolvimento de oficinas/laboratório, apresentações artísticas, produção de textos acadêmicos e organização de Seminários que vem sendo desenvolvidos pelo CELULA (Centro Lúdico Laboratorial de Processos Criativos) em diferentes recortes através dos planos de trabalho propostos pelos estudantes IC deste grupo. Observa-se que os alunos que são aprovados nos cursos de Mestrado em Artes Cênicas e participaram na graduação de Projetos de Iniciação Científica demonstram mais facilidade na elaboração de anteprojetos para o ingresso nesses programas, o que contribui de certa forma, para acelerar a expansão e a renovação do quadro de pesquisadores, docentes e discentes, pois muitos dão continuidade às pesquisas iniciadas de forma ainda embrionária na graduação. O CELULA investiga processos criativos no contexto educacional a partir de seus aspectos lúdicos e do uso de diferentes materialidades ampliando a formação do profissional do ensino de teatro. Trabalhar com uma presença ativa mobiliza os alunos de teatro ajudando-os a reagir as experiências instauradas. Através da oferta de oficinas para professores e estudantes, do desenvolvimento de processos criativos e do relato das experiências instauradas por alunos egressos do Curso de Licenciatura em Teatro, verificamos a eficácia da utilização de diferentes materialidades em percursos de criação teatral.


Sintonia Somática e Meio Ambiente: A Abordagem Somático-Performativa de Pesquisa em Artes Cênicas

Coordenação: Dra. Ciane Fernandes

Início: 2014

Descrição: O projeto busca delinear, estruturar e consolidar a Abordagem Somático-Performativa de pesquisa em artes cênicas, a partir de processos integrados de criação em cena e escrita, associando Educação Somática, Performance e Sustentabilidade.  No contexto da Prática como Pesquisa (BARRETT e BOLT, 2007) e da Pesquisa Performativa (HASEMAN, 2006), a proposta somático-performativa dilui a separação e o conflito entre corpo e mente, arte e ciência, ensaio e espetáculo, processo e produto, técnica e estética, movimento multidimensional dinâmico e registro linear fixo, criação artística e reflexão teórica, instaurando um espaçotempo quântico de Integração Corporal Total (HACKNEY 1998) ou sabedoria somática criativa. Neste contexto metodológico integrado, a proposta associa diferentes possibilidades e campos, numa abordagem Multi-Inter-Trans ou MIT-Disciplinar (FARIAS, 2012), explorando criativamente questões contemporâneas pertinentes ao ser humano em relação ao meio ambiente (ecologia e sustentabilidade), à educação, à cura, à identidade, à coletividade etc. PALAVRAS-CHAVE: Educação Somática, Performance, Princípios de/em Movimento, Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável, Pesquisa Somático-Performativa.

Pular para a barra de ferramentas